13º Congresso Cearense de Pediatria

Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

A UTILIZAÇAO DE TECNOLOGIAS LEVES POR RESIDENTES MULTIPROFISSIONAIS NA PROFILAXIA CIRÚRGICA EM PEDIATRIA

Introdução

Desde as décadas de 60 estuda-se sobre os benefícios da preparação de crianças e adolescentes para procedimentos cirúrgicos e a importância da participação dos pais nesse processo de hospitalização. Esse preparo combate o estresse, protege de danos ao desenvolvimento e consequências nocivas da internação. Nessa abordagem é possível utilizar recursos lúdicos baseados em tecnologias leves de comunicação, relações, produção, acolhimento, autonomia e vínculos.

Objetivos

Relatar a experiência de residentes multiprofissionais na preparação de crianças e adolescentes para procedimentos cirúrgicos com tecnologia leve.

Relato de Experiência

Para a preparação dos pacientes eram utilizados de temas cirúrgicos, livros com corpo humano, fantoches para encenação de procedimentos cirúrgicos e desenhos do corpo humano, todos com a finalidade de explicar o percurso e processo cirúrgico, onde e como acontece os procedimentos e como a equipe de saúde ajudaria nesse processo, assim como auxiliar no manejo dos sentimentos e emoções emergentes desse trajeto. Tais recursos eram utilizados de acordo com a faixa etária das crianças ou adolescentes para uma melhor compreensão dos temas abordados.

Reflexão sobre a experiência

Com a utilização dessa abordagem percebeu-se que tais pacientes conseguiam expressar seus medos e ansiedades, sendo possível realizar explicações sobre os procedimentos a serem realizados e a importância dos mesmos, como por exemplo, o local de realização da cirurgia, a anestesia, os cuidados pós-operatórios e o fluxo do paciente em todo esse processo. Após a abordagem tanto das crianças como adolescentes e seus acompanhantes tiravam suas dúvidas e saiam mais tranquilos e seguros.

Conclusões ou recomendações

. Conclui-se que realização da preparação de crianças e adolescentes foi de grande importância para esclarecer temores e angustias sobre tais procedimentos, sendo fundamental para o empoderamento do paciente sobre sua situação de saúde e refletindo também na segurança do paciente. Além de proporcionar o protagonismo dos pacientes no processo saúde-doença e o cuidado biopsicossocial.

Palavras-chave (máximo 5, de acordo como DeSC)

Pediatria; Cirurgia; Equipe de Assistência ao Paciente.

Área

Segurança do paciente

Autores

Maria Aline Lima Saraiva Praseres, Suziane Cosmo Fabrício, Rebecca Camurça Torquato, Juliana Borges Gomes, Nívea Maria do Nascimento Barros, Rebeca Vasconcelos Marques