13º Congresso Cearense de Pediatria

Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

Grupos de Gestantes na Atenção Primária: impactos positivos para o binômio mãe-bebê

Introdução

Grupo de Gestantes é uma estratégia implementada nas Unidades de Atenção Primária em Saúde (UAPS) de Fortaleza. O foco é educação em saúde de gestantes, em oito encontros semanais, conduzidos por equipe multidisciplinar composta por pediatra, enfermeira, dentista, terapeuta ocupacional, fisioterapeuta e nutricionista. São abordados temas como: parto normal, vínculo materno-fetal, aleitamento materno, crescimento, desenvolvimento e imunizações.

Objetivos

Descrever experiência e resultados de cinco grupos compostos por um total de 40 gestantes, na UAPS Maria de Lourdes Jereissati, no período entre janeiro de 2018 e março de 2019.

Relato de Experiência

As atividades de educação em saúde incluem trocas de experiências, dinâmicas lúdicas, exposições dialogadas e vídeos informativos. Dentre os temas enfocados, nesses grupos, incentivo ao parto normal e importância do aleitamento materno exclusivo por 6 meses mereceram destaque. Os resultados mostraram que 40 gestantes participaram dos encontros. A idade variou de 16 a 38 anos, sendo 8 adolescentes. O parto vaginal ocorreu em 25 casos (62,5%). Das 40 crianças nascidas, 20 (50%) mamaram exclusivo por 6 meses e 11 estão com idade inferior a 6 meses, mantendo mama exclusiva. Apenas 9 mães (22,5%) iniciaram fórmula infantil no primeiro semestre de vida.

Reflexão sobre a experiência

Embora a amostra seja pequena, os resultados trazem uma prevalência de parto vaginal que supera significativamente os dados de Fortaleza no DATASUS de 2018 que demonstram ocorrência de parto vaginal em apenas 34,7% dos casos. No quesito aleitamento materno exclusivo, os dados obtidos superam a média nacional que é aproximadamente 40% no primeiro semestre de vida.

Conclusões ou recomendações

O Grupo de Gestantes constitui uma estratégia com tecnologias leves, onde a troca de vivências, saberes e educação em saúde multidisciplinar tem trazido impacto positivo para o binômio mãe-bebê. Incentivar essa prática na atenção primária é alicerçar o cuidado à criança na primeira etapa dos 1000 primeiros dias de vida.

Palavras-chave (máximo 5, de acordo como DeSC)

Gestantes; Aleitamento materno; Parto vaginal

Área

Aleitamento Materno

Autores

Vera Regina Apoliano Ribeiro, Rita Simone Mendes Dantas , Flávia Nepomuceno Ribeiro Santiago Coelho, Lívia Patrícia Lima Fontenele, Samira Valentim Gama Lira, Luciana Andrade de Mota Sampaio