13º Congresso Cearense de Pediatria

Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

PERFIL EPIDEMIOLOGICO DOS CASOS DE MALFORMAÇOES CONGENITAS DO SNC NO MUNICIPIO DE SOBRAL-CE

Introdução

Sendo a segunda causa de mortalidade infantil no Brasil e a primeira causa de óbitos neonatais em algumas regiões, as malformações congênitas do sistema nervoso central apresentam-se com alta prevalência, atingindo de 1 a 10:1.000 dos nascidos vivos.

Objetivos

Analisar o perfil epidemiológico das malformações congênitas do sistema nervoso central em Sobral- CE, nos anos de 2014 a 2017, avaliando variáveis neonatais e maternas.

Métodos

Trata-se de um estudo descritivo, retrospectivo do perfil epidemiológico dos casos notificados de malformações congênitas do sistema nervoso central em Sobral no Ceará no período de 2014 a 2017. Os dados forma obtidos através da plataforma DATASUS onde foram avaliados variáveis maternas e neonatais como: idade materna, duração da gestação, quantidade de consultas pré-natais e sexo do bebê.

Resultados

Entre os anos de 2014 a 2017 foram notificados 159 casos de malformações congênitas em Sobral, sendo 40 do sistema nervoso central. Destes 42,5% são do sexo masculino e 57,5% do sexo feminino. Em relação a idade materna 25% - 15 a 19 anos; 35% - 20 a 24 anos; 15% - 25 a 29 anos; 12,5% - 30-34 anos; 12,5% - mais de 35 anos. Quanto a duração da gestação dessas mulheres, 4 duraram até 28 e 31 semanas, 11 duraram até 32 a 36 semanas e 25 duraram até 37 a 41 semanas. A maioria, 55% realizou de 7 a mais consultas pré-natais, sendo 40% as que realizaram menos de 7 consultas e 5% ignoradas.

Conclusões

Conclui-se que assim como no estado do Ceará, no município de Sobral a maioria das crianças acometidas por malformações congênitas do sistema nervoso central são do sexo feminino, com mães entre as idades de 20-24 anos, que realizaram de 7 ou mais consultas de pré-natal, cujo a gestação durou até 37 a 41 semanas.

Palavras-chave (máximo 5, de acordo com o DeCS)

Doenças e anormalidades congênitas, hereditárias neonatais; sistema central; epidemiologia

Área

Neonatologia

Autores

Bárbara Coelho de Moura Fé, Amanda Cavalcante Moreira, Idália Pimenta Felicio Saldanha, Rebeca de Andrade Costa, Lizandro de Andrade Teles