13º Congresso Cearense de Pediatria

Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

ANALISE DAS VARIAVEIS REFERENTES AS MAES, AO PARTO E AOS OBITOS FETAIS E INFANTIS POR SIFILIS CONGENITA NO ESTADO DO CEARA

Introdução

Sífilis Congênita (SC), doença totalmente prevenível, além de provocar graves sequelas nas crianças, representa uma importante causa de prematuridade e morte fetal.

Objetivos

Analisar as variáveis referentes às mães, ao parto e aos óbitos fetais e infantis por SC no Estado do Ceará, 2010-2014.

Métodos

Estudo transversal que por meio do linkage entre o Sistema de Informação sobre Mortalidade (SIM) e o Sistema de Informação de Agravos de Notificação (Sinan) analisou os óbitos por SC, de 2010 a 2014. Para análise dos dados utilizou-se o programa Statistical Package for Social Sciences (SPSS) versão 23.0.

Resultados

Dos 414 casos notificados no SIM como prováveis óbitos por SC, 44 (10,6%) tinham como causa básica esse agravo (20 fetais e 24 infantis). Após o linkage foram identificados outros 370 óbitos que não apresentavam a SC como causa do óbito em nenhuma das alíneas da declaração de óbito e cuja mãe e/ou a criança haviam sido notificadas com sífilis no Sinan. Foram identificados 104 (25,1%) óbitos infantis e destes 71% e 29% ocorreram no período neonatal e pós-neonatal, respectivamente. Observada subnotificação de 89,4% dos óbitos. A idade das mães variou de 12 a 42 anos (média 24,3; DP ±6,7). Encontravam-se na faixa de 19 a 29 anos 57,8% e 21,7% tinham idade igual ou inferior a 18 anos. Em relação à escolaridade, observou-se que 208 (64,0%) mães tinham até sete anos de estudo, 285 (83,3%) partos foram prematuros e a via vaginal correspondeu ao tipo de parto mais frequente (69,2%). Houve predominância de óbitos em crianças do sexo masculino (54,6%) e que apresentaram baixo peso ao nascer (84,3%).

Conclusões

Considera-se inadmissível que ainda nos dias atuais ocorram óbitos por SC, uma doença totalmente evitável, desde que as ações de prevenção sejam adequadamente realizadas durante a assistência pré-natal.

Palavras-chave (máximo 5, de acordo com o DeCS)

sífilis congênita; mortalidade fetal; mortalidade infantil; sub-registro

Área

Infectologia

Autores

SURAMA VALENA ELARRAT CANTO, MARIA ALIX LEITE ARAÚJO, BEATRIZ ELARRAT CANTO CUTRIM