13º Congresso Cearense de Pediatria

Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

LESAO DE PLEXO BRAQUIAL EM RN, ATENDIMENTO EM UAPS

Introdução

paralisia do plexo braquial (PPB) no recém-nascido (RN) traduz-se clinicamente por perturbação motora e sensitiva do membro superior e neste grupo etário habitualmente é consequência do trabalho de parto. Durante o período expulsivo do parto, a tracção excessiva do pescoço exercida para a saída do ombro anterior, que é “bloqueado” pela sínfise púbica materna, pode lesar as raízes do plexo braquial. A prevalência varia entre 0,13 a 5,1 por 1.000 nados-vivos, tendo-se verificado um aumento do número de casos nos últimos anos.

Objetivos

Este trabalho descreve um caso de PPB e o acompanhamento em UAPS a fim de alerta da importância da agilidade do processo para evitar sequelas.

Relato do caso

Nasceu de parto normal, a termo (39 semanas e 5 dias), APGAR: 03/07, peso ao nascer: 3600, perímetro cefálico 32cm, Perímetro Torácico 35,5cm, tipo sanguíneo: B+, extração laborosa com possível paralisia do plexo braquial esquerdo, RX de tórax sem fratura de clavículas, em aleitamento materno exclusivo. Avô veio ao posto, sem a presença do RN, que saio de alta no dia anterior, para receber encaminhamento ao ortopedista do HIAS. Paciente foi encaminhada para ortopedia e fisioterapia do a fim de ter tratamento em tempo hábil.

Discussão

O importante processo de agilidade se mostra fundamental nesses casos a fim de se evitar lesões, para isso é importante o empenho do profissional e de toda a equipe, tanto de referência quanto de contra referência. Dessa forma visa a melhor qualidade de vida com as menores sequelas possíveis, uma vez que a morosidade do processo pode levar a problemas graves e irreversíveis. Após esse processo é importante saber conduzir a paciente após a contra referência.

Conclusões

Conclui-se a importante tarefa do médico generalista na condução em pediatria com processos de contra referência, sendo importante agilidade e conhecimento por parte do profissional.

Palavras-chave (máximo 5, de acordo com o DeSC)

Plexo Braquial; Lesão; Pediátrico

Área

Neurologia

Autores

Herculano Pontes Barros Ribeiro, Gabriella Lemos Rocha, AMANDA Gadelha Mont'Alverne, Leonardo Mendonça de Albuquerque