13º Congresso Cearense de Pediatria

Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

SERIA UM QUADRO DE RECIDIVA DE TUBERCULOSE EM PACIENTE PEDIATRICO?

Introdução

Dados da Organização Mundial de Saúde (OMS) indicam que o Brasil está entre os países de maior prevalência de TB. Estudos mostram que os indivíduos curados previamente de TB apresentam maior risco de recidiva quando comparados à população geral.

Objetivos

Aprofundar conhecimentos acerca da recidiva dos casos de tuberculose em pacientes pediátricos, otimizando o prognóstico dos pacientes.

Relato do caso

No dia 29/11/2016 foi iniciado acompanhamento de uma paciente feminina de 15 anos, por meio de uma visita domiciliar, que retornou de um internamento em uma unidade de saúde com diagnóstico de tuberculose há 3 meses. No dia 06/01/2017, houve nova visita domiciliar em que, neste dia, a paciente encontrava-se em bom estado geral, assintomática para a doença e com apetite normal, e em continuação do tratamento. 23/02/2017 conclusão do tratamento. Dia 19/04/2018 a paciente procurou a UAPS, apresentando queixas, como tosse seca, falta de apetite e perda ponderal significativa, indicando uma suspeita de recidiva. Nega febre vespertina. Foi solicitado Radiografia de tórax, BAAR, cultura e PPD, em que estes foram negativos. Dia 29/08/2018 retorna ao posto com persistência da tosse que tornou-se produtiva, com secreção de coloração esverdeada. Nesta consulta, a paciente foi diagnosticada com sinusite e foi prescrito Amoxicilina 500mg e Cloreto de Sódio 9mg/ml solução nasal. Foi realizada nova visita domiciliar dia 18/09/2018 em que a paciente se encontrava assintomática.

Discussão

O tema da recidiva de TB tornou-se relevante na atualidade. Havendo uma evolução na temática pública, em que o sistema de saúde básica, como porta de entrada, deve ser explorado para avaliar melhor esses pacientes, sobretudo quando seus sintomas podem se manifestar em outras doenças.

Conclusões

Dessa forma, elucida-se a importância de um maior aprofundamento com profissionais da área da saúde para que se voltem à atenção para medidas de saúde pública e acompanhamento multidisciplinar entre profissionais da área da saúde.

Palavras-chave (máximo 5, de acordo com o DeSC)

Tuberculose; Paciente pediátrico; Recidiva; Brasil

Área

Infectologia

Autores

Amanda Gadelha Mont'Alverne, Gabriella Lemos Rocha, Leonardo Mendonça de Albuquerque, Herculano Pontes Barros Ribeiro, Tulius Augusto Ferreira de Freitas, Rafaela Noronha de Carvalho